9 de dez de 2016

Poesia: Transição

























Transição

E assim o tempo passa...
Até que algo forte se faça,
E que nossas vidas mude.
Por vezes que se confunde
A intensidade da emoção,
Talvez um grande amor
Ou uma grande solidão.
Tudo transição. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.






6 de dez de 2016

Poesia: Permuta

















Permuta

Em nossas vidas têm coisas
Algumas por vezes absurdas,
Que o tempo não as curam,
Só da mente cansada
Para o coração as mudam.

Jorge Jacinto da Silva Jr.


1 de dez de 2016

Poesia: RADAR
























Radar

Joga-se longe ao vento.
Sem receios voa livre.
Explorando sentimentos
Ao tato ato que arrebata,
Pois poeta disso vive:
Do ecoar de suas palavras.

Jorge Jacinto da Silva Jr.







Poesia: Equilíbrio Humano
























Equilíbrio Humano

Só um normal.
O Bem e mal
Em doses desequilibradas,
Desequilibrando o “desequilibrado”.
Simples humano e não,
Mascarado pecado.

Jorge Jacinto da Silva Jr.

29 de nov de 2016

Poesia: Espinhos
















Espinhos

Todavia precisamos de mais ar.
Um tempo mais sozinhos é fatídico.
Contudo, não podemos viver assim,
Procrastinando e não resolvemos nada.
Só nos machucamos com nossos
Próprios espinhos.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





28 de nov de 2016

Poesia: Fome de Você


























Fome de Você

Que vontade é essa que
Não se acalma de você.
Algo que em mim está
Como fome intensa de amor
Sem ter do que se alimentar.

Jorge Jacinto da Silva Jr.









25 de nov de 2016

Poesia: Sonhos para Sonhar













Sonhos para Sonhar

A essência da vida são nossas escolhas.
Trocamos sonhos por outros sonhos.
A todo instante estamos a nos provar,
Mesmo em uma troca onde há perdas,
Há algo a ganhar com sonhos para sonhar.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





Poesia: Como um Recomeçar


























Como um Recomeçar

É muito mais que lindo
Este sentimento surgindo,
Que já nasce quase maduro
Em um simples livre aceitar.

Jorge Jacinto da Silva Jr.




24 de nov de 2016

Poesia: Outros Olhos

























Outros Olhos

Quando se aprende a amar
Há uma beleza diferente nos olhos,
Pois algo íntimo em nós se confirma.
Perde-se a beleza do óbvio.
Não que o amor não seja belo,
Mas se descobre que não é feito
Somente de pessoas bonitas.

Jorge Jacinto da Silva Jr.

23 de nov de 2016

Poesia: Atormentador


















Atormentador

Há na vida algo algoz.
Muitas mudanças que,
não dependem somente
de nós.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





22 de nov de 2016

Poesia: Amizade Verdadeira












Amizade Verdadeira

São as verdadeiras amizades
Um lindo diário sem chaves,
Só quem as vive é que sabe
O tão importante que as trate.

Jorge Jacinto da Silva Jr.



21 de nov de 2016

Poesia: FILTRO























Filtro

Aqui não há fuga!
Vivemos em um mundo
Completo de absurdos
Que nos atinge em tudo.
Não há como mudar,
No entanto cabe a nós,
Os responsáveis únicos 
Por nos deixar cobrar 
Pelo que em nós 
Deixamos afetar.

Jorge Jacinto da Silva Jr.