21 de ago de 2017

Poesia: Amor e Dinheiro


























Amor e Dinheiro

Espaços na mente incompatíveis.
Quase água e óleo sem se misturar.
É dor de quando se entra o dinheiro,
Por outro lado deixa-se de amar. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com






18 de ago de 2017

Poesia: Algo como a Felicidade
























Algo como a Felicidade

A Felicidade é algo que pode
Ocorrer quase que despercebida
Contudo, ela jamais vem tarde.
Nunca se faz em nós tardia.

Vem de simples detalhes.
Aquele da espinha arrepiar,
Um estranho frio na barriga,
Um sorriso espontâneo no olhar.

É a certeza do aguardado aproximar
Do mais lindo dos sonhos sem medo.
A vida com braços largos  abraçar
Com carinho pleno e vivo aconchego.

É estar a debruçar nas janelas da alma,
E entender a verdade o quanto faz falta
Não perceber que é dentro de nós
Que a felicidade faz eterna morada.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com

Poesia: Diamantes e Dinamites

























Diamantes e Dinamites

Por mais que
Não se acredite,
Amores são diamantes,
Amar dinamite.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com


17 de ago de 2017

Poesia: Magoada

























Magoada

Desculpe-me por eu ser assim,
E não saber tão fácil trabalhar
Com o sentimento de mágoa
Que a tempos causou em mim.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com


16 de ago de 2017

Poesia: Areia da Praia

























Areia da Praia

Sou da vida areia de praia.
Escreve em mim o seu nome.
E a lua que todavia o mar atraia
As altas ondas de sua ausência,
Que vem como lágrimas na vida
Com a saudade e a permanência
Do amor que vive de partida,
Que te leva sempre sem retorno
Deixando-me apenas escrito
Em meu corpo o relevo nítido
Do seu nome em meus contornos.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com

9 de ago de 2017

Poesia: Plano Definido















Plano Definido 

Todo plano bem definido
Por mais que pareça concreto,
Não está posto como única verdade.
Jamais é solução sozinha
Tem que em si estar aberto,
As mais improváveis oportunidades. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com




8 de ago de 2017

Poesia: Eu e a Mágoa


























Eu e a Mágoa

Sou deste jeito que sou,
Não vou desaprender o amor
Só porque me magoou.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com





7 de ago de 2017

Poesia: Essência

























Essência 

O Amor não somente é
Em tudo só aparências.
É um sentimento destilado.
Não do tipo que embriaga,
Mas que deve se filtrar
Até toda sua essência.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com




4 de ago de 2017

Poesia: Cores


























Cores

Cor do céu,
Cor da Terra,
Cor dos olhos
Do amor que,
Em minha cor
Descolorida
Espera.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com




3 de ago de 2017

Poesia: Sonhos Esquecidos


























Sonhos Esquecidos

Uma dor é não poder viver
O sentir sincero de tudo viver.
Ter a bela experiência quanto lindo
É balão inflado aos olhos fugitivo
Com sonhos antes  aprisionados
Em algum lugar onde de fato
Foram deixados ao abandono atroz
Por qualquer outro motivo maior 
Em um canto de notória solidão 
Intencional por própria decisão.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com





2 de ago de 2017

Poesia: O Vento e o Seu Perfume





















O Vento e o seu Perfume

Movem-se em meu espaço impassíveis
Derrubando barreiras ao simples invisíveis
Nesta intensidade que nada perturba
Assim a rotina de minha vida muda
E que o vento sempre se acostume
Levando e trazendo-me seu perfume.
 
Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com

Poesia: Dilema

























Dilema

Sinto-me indefeso
Quanto essas situações.
Parece que a fragilidade
De não querer discutir
Cria um leque de
Somente indecisões.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com