20 de fev de 2015

Poesia: Fora de Padrão













Fora de Padrão

Sou diferente, sem receios.
Não vivo  imerso nesta bruma,

De pessoas que talvez por medo,

São iguais a coisa nenhuma.

Jorge Jacinto da Silva Jr.




19 de fev de 2015

Poesia: Hipocondríaco













Hipocondríaco

Dentre tantas “ites”,
São meus limites
Os quais mais

Minha vida afligem.

Jorge Jacinto da Silva Jr.




Poesia: Fases da Lua

























Fases da Lua

Em cada pequeno pedaço de mim existe a Lua...

A Lua Cheia:
É amor que me completa em calorosos sonhos...
Deixando-me entregar caprichosos segredos,
Roubando-me mesmo que distante um doce beijo
O qual ofereci a um amor que ainda não chegou.

A Lua Minguante:
É minha sólida tristeza a desaparecer,
Mesmo no sufocar da ausência deste querer,
Na revelação disposta como gota de orvalho
E na madrugada a qual espera o dia renascer.

A Lua Crescente:
É meu desejo vívido de amor muito mais real.
Alimenta minhas esperanças que tudo vai mudar.
Faz-me perceber que a luz do amor no amor cresce,
Como chama jovem no olhar inocente a libido.

A Lua Nova:
Acalma-me o entender que o amor se transforma em fases,
Em um ciclo maravilhoso na vida a completar.
Renova as energias gastas pela procura do real sentir,
Daquele amor que por algum motivo se escondeu por tempos
Nos braços do destino os quais agora estão a me abraçar.

Jorge Jacinto da Silva Jr.