27 de jan de 2011

DICA: Doe Alimentos Com Clique Sem Gastar Nada!



Porque Clicar

A crise não é mais novidade, mas ela continua atingindo, e de maneira rigorosa, as pessoas com menores condições financeiras. O Banco de Alimentos trabalha em prol daqueles que mais precisam, e leva a eles a mínima condição de uma vida digna, que é ter o alimento.

Através do Clique Alimentos, é dada à sociedade a oportunidade de colaborar de uma forma bastante simples: de um lado uma pessoa acessa o site e realiza a doação de 1 kg de alimento com um clique. Do outro, uma empresa parceira patrocina a doação e em troca tem a sua parca exposta. Justo, não?

Participe você também, acesse www.cliquealimentos.com.br e deixe a solidariedade tocar você.

26 de jan de 2011

Poesia: Terra Solidão



Terra Solidão

Que terra é essa?
Tudo é tristeza e melancolia.
Todos fazem somente sofrer.
Não há momentos de alegria,
Terra de gente fria,
Uma terra sem ninguém.

São rostos sem afeições!
Escravos de seus próprios medos,
Apenas números dentre milhões.
Seres com sentimentos banidos,
Corações que ficam feridos
Perdendo seus princípios e razões.

Todos andam à toa
Para todo e qualquer lugar.
Sobem e descem as ruas,
Sem tempo de um instante parar.
Criaturas indiferentes e cruas por dentro
Sem terem o que pensar.

São seres insignificantes e poluentes.
Viciados por seu capitalismo irracional.
Cegos pelos olhos da ilusão consciente,
Não usam palavras e tão menos ações.
Presos em suas próprias celas
E mudos por gritos de solidão.

Autor: Jorge Jacinto da Silva Junior


COMENTÁRIO DO AUTOR

Terra Solidão foi um dos meus primeiros poemas lá por volta de 1988/89. Queria muito naquela época dispertar quem pudesse ler este poema, para a importância do ser humano e não aos vícios, mesquinharias e este capitalismo inconsequente. Vejo hoje, que muitos desses fatos ainda são preocupantes e de necessário repensar, principalmente, dos reais valores desta vida.
Abraços,
Jorge


CARTÃO POESIA
(CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)