14 de ago de 2015

Poesia: Mentiras





















Mentiras

Triste golpe de apatia,
Falsas promessas não são
Justificadas mentiras.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





Poesia: Viver o Conformismo












Viver o Conformismo

Percebi que o tempo estava passando,
Quando vi minha felicidade me abandonando,
Abdicando suas asas de anjo,
Seguindo seu caminho e partir.

Jorge Jacinto da Silva Jr.


Poesia: Coisas Maravilhosas





















Coisas Maravilhosas

Tenha fé e esperança na vida.
Não só por milagre e situações curiosas
Que acontecem coisas maravilhosas.

Jorge Jacinto da Silva Jr.











13 de ago de 2015

Poesia: Esperança






















Esperança

Todos, sem exceção, deveriam ter
Um pouco mais de esperança,
Confiar que nesta sensível balança
O que mais pesa é sempre o Amor.

Jorge Jacinto da Silva Jr.








12 de ago de 2015

Poesia: Passado Ruim















Passado Ruim

O passado ruim 
É como esterco.
Revirá-lo fede,
Contudo é adubo
No lugar certo.

Jorge Jacinto da Silva Jr.






11 de ago de 2015

Poesia: Viver Intensamente




















Viver Intensamente

Renda-se à eternidade do tempo,
E viva intensamente
Cada momento.

Jorge Jacinto da Silva Jr.









Poesia: Sinceros Sorrisos












Sinceros Sorrisos

Um dos maiores prazeres que sinto,
É ver crianças trocarem
Seus olhares tristes,
Por sinceros sorrisos.

Jorge Jacinto da Silva Junior.