18 de mai de 2017

Poesia: Campo de Tulipas


























Campo de Tulipas

Não dá tempo para retirar
Ervas daninha de uma plantação
Quando colher com exatidão
É alimento para a alma alimentar.
Neste lindo Campo de Tulipas
Ou as colhemos, ou elas só farão
Parte de longe desta cena bonita
Porém, exclusas às emoções
De quem as recebem da vida.

Jorge Jacinto da Silva Jr.

17 de mai de 2017

Poesia: Olhos Atentos
























Olhos Atentos

É bom ficar de olho!
Não perca tempo
Tentando arrumar,
Uma coisa que
Está indo para
Um caminho já
Num começo torto.

Jorge Jacinto da Silva Jr.






Poesia: Amor Verdadeiro

























Amor Verdadeiro

Quero Amor verdadeiro
Com toda sua voracidade 
Quero vivê-lo por inteiro
E não jamais pela metade

Jorge Jacinto da Silva Jr.






15 de mai de 2017

Poesia: Vazio no Peito































Vazio no Peito

Poderia ser até coisa de solidão. 
Contudo, por horas penso que,
Em muitas vezes este sentimento,
Que nos envolve de vazio no peito,
Seja um espaço em nosso coração
No meio de tantas ansiedades,
mágoas e outros defeitos,
Um lugar inexplorado para preencher
Com a intensidade de cúmplice emoção.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





Poesia: A Palavra
















A Palavra 

Quando jogada esta pedra, 
Mesmo que o alvo não acerte,
Por mais que não se espere,
Ainda janelas quebra.

Jorge Jacinto da Silva Jr.