9 de out de 2015

Poesia: Donos do Destino























Donos do Destino 

Comum, e sempre nos enganamos,
Por isso corremos sérios riscos. 
Não somos donos incondicionais
Absolutos de nossos destinos. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.





Poesia: Gosto de Mágoa













Gosto de Mágoa 

Mantemo-nos tempos amargos, 
Até passar este gosto de mágoa.
Sabor ríspido na boca encravado
Que só rouba da vida a calma.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





8 de out de 2015

Poesia: Quem ama... (fala)













Quem ama...

Quem ama fala o que sente
E dentro de si não se prende
Deixa o Amor se aproximar.

Jorge Jacinto da Silva Jr.



Poesia: Dialogar





















Dialogar 

Dialogar está na sobriedade. 
Da personalidade ajuste fino
De poucas pessoas uma arte
Que nem todas a dominam. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.








7 de out de 2015

Poesia: Sentimentos

















Sentimentos 

Sentimentos como livre sentir
Porquanto cegamente confiar 
Nos quais sem desviar o olhar 
São os primeiros a nos trair. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.



6 de out de 2015

Poesia: Quem Ama...












Quem Ama...

Quem ama cuida,
Não quando se precisa,
Do planeta se muda!

Jorge Jacinto da Silva Jr.







Poesia: Dominação

















Dominação

Dominar a um Amor 
Ato de extrema besteira, 
Todavia como alimentar 
Um leão sem coleiras. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.



5 de out de 2015

Poesia: Sonhar



















Sonhar 

Não precisamos fingir, 
Enganarmos ou mentir, 
Mas devemos sonhar. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.






Poesia: Faces












Faces

Eu sou assim, em mim,
Este querer desenfreado
Algo amado ora pecado.


Jorge Jacinto da Silva Jr.

Poesia: Maturidade
















Maturidade

Da vida não são segredos,
Crescemos nos acertos,
Amadurecemos com os erros.

Jorge Jacinto da Silva Jr.