21 de out de 2010

Poesia: Sonhos Irreais (clique na imagem para ampliar)



SONHOS IRREAIS - comentários do autor

As decepções amorosas sempre são um grande problema a ser resolvido, justamente, por virem acompanhadas de muitos outros elementos, os quais naturalmente, são um veneno fatídico para o coração. Tristeza, falta de auto-estima, raiva, desilusões, projeções derrubadas, sonhos desfeitos, são ferramentas que agem como uma grande marreta na grande muralha que são nossos sentimentos. Todavia, sempre temos que buscar forças para em nosso interior, por mais escondido que esteja, busquemos a real essência de vida que carregamos desde nossa geração. Lá vive as respostas para todas as questões que nos paralisa ao recomeço. Este é um "algo certo" e te espera! Livre-se do passado que te prende às fotos amareladas, e vá em busca de sua verdadeira felicidade.

Abraços,
Jorge.

18 de out de 2010

Poesia: Mentiras (clique na imagem para ampliar)




MENTIRAS - comentários do autor

Talvez um dos maiores exercícios sobre amar, é o ato de perdoar. E como é complicado perdoar uma mentira, principalmente, quando decepciona estimativas de quem muito nos espera algo mais. Realmente, chega uma hora, onde as desculpas por mais justificáveis nada significam, e neste momento, que é preciso exercer a força maior do amor, e sobrepor a dor e as decepções.

Abraços,
Jorge.