18 de nov de 2016

Poesia: Displicência



















Displicência

Fico em mim incomodado.
Caminhando em um muro
De arames farpados.

Jorge Jacinto da Silva Jr.









17 de nov de 2016

Poesia: ELA

















Ela

Passo por onde ela passa
Vejo as estrelas que ela vê
Contudo estou chegando
E ela sempre de saída
Parece que perseguida
Pelo tempo que não para.
No olhar à solidão a remete
Mesmo que mundo a complete
Ela passa vazia por mim. 

Jorge Jacinto da Silva Jr.





16 de nov de 2016

Poesia: Não há Amor

















Não há Amor

Nada de amor ao vento.
Nada de amor ao mar.
Nada como lamento.
Nada para chorar. 
Nada há em mim.
De nada,
Amor.

Jorge Jacinto da Silva Jr.