26 de jun de 2015

Poesia: Guerra Solitária



















Guerra Solitária

Não me sinto em paz!
Talvez seja esta guerra
Minha, somente minha.

Jorge Jacinto da Silva Jr.













Poesia: Viva a Vida













Viva a Vida

Viva a vida sem pressa!
Pois quanto mais rápido,
Mais rápido a vida nos estressa!

Jorge Jacinto da Silva Jr.













Poesia: Represa













REPRESA

Minha vida é contida.
Represa de sentimentos,
Onde rachaduras a condenam.

Jorge Jacinto da Silva Jr.










25 de jun de 2015

Poesia: Ressentimentos














Ressentimentos

Caminho andado já foi percorrido.
Não há por isso motivos
De correr riscos desnecessários.
Retornar a velhas dores
Do já vivido passado.

Jorge Jacinto da Silva Jr.






Poesia: Os sentimentos




















Os Sentimentos...

Como confiar nos quais,
são os primeiros a nos trair.

Jorge Jacinto da Silva Jr.













24 de jun de 2015

Poesia: Percebi que...













Percebi que...

Jamais havia entendido
O começo desta minha partida
Mas nunca mais voltei.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





Poesia: Brisa do Amor





















Brisa do Amor

O Amor é brisa de esperança
Que move o cata-vento
De meus sonhos.

Jorge Jacinto da Silva Jr.






23 de jun de 2015

Poesia: Estranho ao Mundo













Estranho ao Mundo

Sou um estranho ao mundo
Minha morada é em mim.

Jorge Jacinto da Silva Jr.







Poesia: Melancolia

























Melancolia

Melancolia, para mim,
Tem cheiro de Naftalina.

Jorge Jacinto da Silva Jr.