30 de jun de 2011

Poesia: SENTIMENTO OMITIDO




Sentimento Omitido

Em algum momento, num instante incompreensível
Um grande amor me abandona e me faz chorar.

Tentei recuperá-lo me apaixonando loucamente
Envolvendo-me em tudo que me lembrasse a você.

Afastando-me deste mundo que não entende essa minha dor
Marcando sua imagem cravada em meu pensamento
Obcecando-me por te querer tão compulsivamente.

Desamparado e sem ninguém eu estou aqui sofrendo
Esperando ainda por você retornar aos meus braços
Mas apesar de toda essa dor que não mais agüento
Ainda pertence a você todo este meu pobre coração
Incapaz de amar outra pessoa tão sinceramente
Se você pensar algum dia em mim... lembre-se deste segredo...


Que segredo?
Leia de cima para baixo as primeiras letras de cada parágrafo!

Autor: Jorge Jacinto da Silva Junior


SENTIMENTO OMITIDO - comentários do autor

Este é mais um de meus primeiros poemas. Algumas vezes sinto-me até constrangido em postá-los em meu blog, devido entender, a imaturidade da escrita e algumas vezes até ingênua e infantil demais. Mas aqui está!

Abraços,
Jorge.

CARTÃO POESIA
(CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)
 




 

6 comentários:

  1. Não achei ingênuo, mas simples e sincero. Lindo demais seu querer mal-querido.
    Parabéns pelo poema enigma.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  2. Que terno e belo acróstico!Amei!Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Quando as palavras saem de bem dentro da ALMA tudo se torna verdadeiro e simples...
    E como é bom por para fora aqueles belos sentimentos que nos brotam.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. "Eu te amo demais" Infantil? O coração quando fala, tudo é belo e sabe a fruto maduro!
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir
  5. Não achei infantil! Achei-o simples e bonito!! Parabéns!! Danielle

    ResponderExcluir