27 de ago de 2013

Poesia: Aquarela





Aquarela

No salto-alto lá vem ela
Quantas cores para pintar
Dependendo do observar
E do refletir da luz

É praticamente
Uma obra de arte em exposição
Que desfila pelas ruas
Provocando-me emoções

Pinta minha alma 
Colore minha vida
Misture sua cor a minha
Aquarela prometida

Jorge Jacinto da Silva Junior

Nenhum comentário:

Postar um comentário