3 de abr de 2014

Poesia: Chama Descontrolada















C h a m a   D e s c o n t r o l a d a

Do fácil acender da chama,
O difícil é apagar o incêndio.
Por isso não venha com medo,
Porque não vou te poupar.

Vou envolver-te na trama,
Deste chegar de calor ardente,
Como certo comburente
Para seu fogo alimentar.

Sou este homem,
que pouco a pouco
como fogo se consome.

Jorge Jacinto da Silva Jr






Nenhum comentário:

Postar um comentário