9 de out de 2015

Poesia: Gosto de Mágoa













Gosto de Mágoa 

Mantemo-nos tempos amargos, 
Até passar este gosto de mágoa.
Sabor ríspido na boca encravado
Que só rouba da vida a calma.

Jorge Jacinto da Silva Jr.





Nenhum comentário:

Postar um comentário