22 de mar de 2016

Poesia: Cortes













Cortes

De tanto podar-me fiquei assim...
Corri o risco de não ter em mim,
Mais galhos para florir.

Jorge Jacinto da Silva Jr.






Nenhum comentário:

Postar um comentário