16 de nov de 2016

Poesia: Não há Amor

















Não há Amor

Nada de amor ao vento.
Nada de amor ao mar.
Nada como lamento.
Nada para chorar. 
Nada há em mim.
De nada,
Amor.

Jorge Jacinto da Silva Jr.









Nenhum comentário:

Postar um comentário