2 de ago de 2017

Poesia: O Vento e o Seu Perfume





















O Vento e o seu Perfume

Movem-se em meu espaço impassíveis
Derrubando barreiras ao simples invisíveis
Nesta intensidade que nada perturba
Assim a rotina de minha vida muda
E que o vento sempre se acostume
Levando e trazendo-me seu perfume.
 
Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário