21 de fev de 2018

Poesia: Metade Inteira


























Metade Inteira

Por muito tempo
Sozinha não fui inteira.
E desde que o amor
Invadiu inocente meu coração,
Desfez minhas antigas teias,
Espanou ao vento todo meu pó,
E fez cada pedaço de mim,
Ser uma metade inteira de nós.

Jorge Jacinto da Silva Jr.
jorge.jacinto@gmail.com




Nenhum comentário:

Postar um comentário