18 de out de 2010

Poesia: Mentiras (clique na imagem para ampliar)




MENTIRAS - comentários do autor

Talvez um dos maiores exercícios sobre amar, é o ato de perdoar. E como é complicado perdoar uma mentira, principalmente, quando decepciona estimativas de quem muito nos espera algo mais. Realmente, chega uma hora, onde as desculpas por mais justificáveis nada significam, e neste momento, que é preciso exercer a força maior do amor, e sobrepor a dor e as decepções.

Abraços,
Jorge.

4 comentários:

  1. Como é complicado amar na mentira e mentir, fingindo que perdoou e superou!
    Disso eu entendo.
    Ai ai...viver dói!
    Estou em www.anaconfabulando.blogspot.com
    Visite-me.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. É difícil e complicado. Mas temos que ser maior que isso. Amei o poema.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  3. Elizângela
    Não é fácil perdoar alguém quando nos decepciona. Falar é fácil de perdoar, mas a dor fala mais alto, corroi, maltrata, sem deixar que qualquer explicação possa apagar toda a dor.

    Abraço, Elizângela
    Mossoró/RN

    ResponderExcluir