26 de jun de 2015

Poesia: Represa













REPRESA

Minha vida é contida.
Represa de sentimentos,
Onde rachaduras a condenam.

Jorge Jacinto da Silva Jr.










Nenhum comentário:

Postar um comentário