27 de mar de 2015

Poesia: Matemática do Amor






















Matemática do Amor

Amor de mil dias
Ensina-me mil formas
De mil maneiras te amar

Paixão em  fração inteira
Que no meio da noite
No meu quarto vem me esquentar

Romance em expoente elevado
Incógnita de minha felicidade
Conjunto infinito de pensamentos

Amor com ângulos obtusos
Complemento na esfera de meu mundo
A cada contar destes suaves movimentos

Somados e multiplicados
Subtraídos e divididos
Nos entregamos a este comum denominador

Perpendiculares em nossos desejos
Ilimitados a cada porção de beijo
Na matemática do amor

Autor: Jorge Jacinto da Silva Jr







Nenhum comentário:

Postar um comentário